Ediçao 0 2015

 

Esta edição O, embrionária, contará com um programa de formação/investigação durante o dia a cargo de Matilde (Javier Ciria) e Jonathan Martineau, duas noites de espectáculos, uma noite de tertúlia e uma jam de Butoh. Agradecemos a Blanca Gómez Terán o desenho do cartaz!

PROGRAMAÇÃO
4 DEZ (21h): Espectáculo.
Os princípios do Butoh por Jonathan Martineau e Matilde Javier Ciria
5 Dez (21h): Espectáculo.
Las sillas de Lucía Sánchez e Mónica Almagro
Nunca sabemos #1 de Marianela León (dança) e Wade Matthews (síntese digital e gravações de campo)
6 Dez (20h): Tertúlia e colóquio
7 Dez (19:30h): Jam (espaço aberto)
5-8 Dez: (de)Formação. Princípios do Butoh. Jonathan Martineau e Matilde Javier Ciria

Todos os eventos vão ter lugar no “Espacio en Blanco”. C/ Mira el Sol 7, Madrid

 

(de)FORMAÇÃO / INVESTIGAÇÃO: “Princípios do Butoh” (5-8 Dez)

HORÁRIO
5, 6 e 7 dez: 11:00-14:00h e 16:00-19:00h
8 dez: 11:00-15:00h


OS PROFESSORES e SEUS CONTEÚDOS
Propomos uma formação paralela com os dois professores; os três primeiros dias de manhã estarão a cargo de Matilde e à tarde a cargo de Jonathan, no último dia oferecemos um espaço de intercâmbio no qual ambos professores darão a aula conjuntamente.

->Jonathan Martineau:
Filósofo e investigador do movimento. A tradução da minha tese doutoral Sombras de Justiça. Consequências políticas de uma concepção nascente do ser, a práticas corporais deram à luz a butosofia, uma nova maneira de pensar que não assenta na ficção da quietude e do indivíduo. Não somos alheios ao espaço onde evoluímos. Dou regularmente seminários de butosofia e workshops de improvisação, publiquei artigos e apresentei palestras em torno ao pensamento natalício como praxis de movimento, disponíveis no blog butosofia.wordpress.com. Sou membro das companhias de dança Omos Uno e Coracor.


–Princípio: pensar nascendo
Pensar é uma arte do parir. Dançar é uma arte do nascer.
Se a realidade é algo mais que uma palavra, deve investigar-se no corpo em movimento. Se as nossas ideias têm a ver com o mundo, devem desenvolver-se em diálogo com a gravidade. Neste workshop vou propor experiências somáticas que nos permitem entrar em contacto de forma segura e prazerosa com o subconsciente enraizado no corpo, com a continuação do nascimento. Aprendemos a reconhecer informação, a transformá-la graças à dança e à acção e a compreendê-la dentro do marco de um pensamento nascente. Trabalhamos o relaxamento e a concentração da mente, a libertação e a ampliação das possibilidades do corpo e, finalmente, a integração e a exposição. O trabalho é grupal e individual e o seu horizonte é a dissolução do grupo e do indivíduo num “nós” anónimo.

 

->Matilde (Javier Ciria)
Artista multidisciplinar. O meu trabalho centra-se na criação e interpretação cénica, performance e vídeo-criação. A minha formação passou pela informática, o circo, teatro, clown e dança… dança Butoh. Em 2008 começo a investigar no âmbito da dança e do movimento, com especial interesse na dança Butoh.  Desde 2010 faço parte da companhia TenPenChii onde Yumiko Yoshioka é coreógrafa. Participei na criação de Sahar Dor Company e de outras companhias como Clowdidoscopio, Theater Feuerblau, Theater GöttlicheSammen, Cía Batafurai, etc… Também levo a cabo o meu trabalho solitário baixo o marco de MatildeCorp.
Em 2012 começo a desenvolver a minha faceta como director. Gosto de recordar a peça Corpo em Crise que dirigi em Coimbra em 2014, peça galardoada com o Prémio do Júri do Festival MITEU (Ourense) e com o Prémio Cidade de Lisboa do Festival FATAL (Lisboa). Os meus últimos trabalhos foram as peças Apneia para TEUC e Gift em conjunto com Atsushi Takenoushi no âmbito do festival de Butoh Ex…it! Desde 2011 os meus workshops e formações de Butoh têm sido muito bem recebidos em diferentes cidades de Espanha, Portugal, Sérvia, Argentina e Costa Rica.

-Vias do Butoh

Procuro a essência do movimento e da expressão. A autenticidade de cada ser na sua maneira de comunicar-se com o mundo e consigo mesmo. Coloco-me uma e outra vez perguntas como: Porque me movo? Desde onde me expresso? Para que danço? O que danço? Durante o workshop proporei exercícios que nos aproximem a um movimento livre e autêntico, entrando nas quatro vias de preparação de um bailarino de Butoh (sensibilidade, tempo, enraizamento, unidade), assim como a um movimento desde distintos aspectos (físico, psíquico e emocional); também apresentarei exercícios de condição física (força, resistência, velocidade, flexibilidade) para melhorar a nossa disposição.

 

PREÇOS
Formação (dois professores): 150 euros (180 a partir de 1 de Dezembro)
Tertúlia, jam e espectáculos: Entre 5 e 10 euros por actividade.

 

 

Blog de WordPress.com.
A %d blogueros les gusta esto: